BUSINESS INTELLIGENCE NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

REFORÇO NA GARANTIA DA QUALIDADE

Business Intelligence (BI – inteligência de negócios) é a integração do negócio, do gerenciamento e da tecnologia da informação (TI), como revela o Jornal O Semanário. Essa abordagem pode ter papel importante no sistema de garantia da qualidade na indústria farmacêutica.

De acordo com especialistas ouvidos pelo jornal, o BI é uma forma inteligente de otimizar falhas e manter o negócio em destaque. “Business Intelligence na indústria farmacêutica pode se tornar o repositório de escolha para todos os dados brutos, métricas de benchmarking e dados de transparência”, revelou ao O Semanário o especialista em tecnologia da informação Alexandre Guercione Bergmann.

Tendo em vista que os dados estão se tornando cada vez mais disponíveis, é essencial para as empresas farmacêuticas manter ou melhorar a qualidade das informações contidas em relatórios individuais, o que aumenta sua capacidade de permanecer em conformidade com os regulamentos em constante mudança em todo o mundo. Há necessidade de soluções que possam explorar, analisar e traduzir a grande quantidade de dados em percepções acionáveis.

Para obter soluções para esses desafios, toda a captura, manuseio e processamento de dados precisam ser alterados. O tratamento de fontes de dados díspares é outro problema enfrentado pelas empresas farmacêuticas. Elas recebem dados de terceiros como clínicas, hospitais, representantes de vendas e outras fontes. Armazenar e processar esses formatos variados de dados torna-se uma tarefa complicada.

Mas as empresas farmacêuticas começaram a perceber a importância e o papel das soluções de BI para melhorar a pesquisa com o objetivo de acelerar o crescimento organizacional e reduzir custos. Essa ferramenta está encontrando uma posição nova e proeminente nas organizações farmacêuticas, incluindo gerenciamento de recursos de projetos, rastreamento da força de vendas e relatórios de conformidade regulatória. Segundo os especialistas, é difícil rastrear, comparar e manter os dados internos com os conjuntos de dados padrão fornecidos pelo governo.

Outro aspecto defendido por eles é que as soluções de Business Intelligence para produtos farmacêuticos eliminam a necessidade de interdependência dentro de vários departamentos e facilitam a recuperação de informações sempre que necessário. Os usuários de negócios não precisam depender inteiramente de seus colegas para acessar dados e criar painéis. Isso permite que as empresas farmacêuticas cumpram com eficiência a conformidade e notifiquem os departamentos ou processos que não atendem aos padrões em tempo real.

Segundo Alexandre Bergmann, fornecedor de projetos de Business Intelligence para grandes empresas farmacêuticas, o uso eficaz de inteligência de negócios por equipes de vendas e marketing pode levar a melhores taxas de retenção de clientes, maiores receitas de campanhas de upsell/vendas cruzadas e maiores níveis de satisfação do cliente. “Isso é de grande interesse para a indústria farmacêutica e de grande interesse para as equipes de desenvolvimento de negócios”, afirmou o especialista.

Com o BI, o usuário é capaz de monitorar uma grande quantidade de dados que fluem por toda a organização e transformá-las em informações úteis e acionáveis para obter maior proficiência e melhor tomada de decisões. Ele fornece visualizações na forma de relatórios interativos que permitem, por exemplo, prever o que deve ser vendido com mais frequência, qual categoria ou produto terá melhor desempenho em termos de vendas e quando será feita a venda. Isso leva ainda mais a melhorias downstream significativas, como pedido aperfeiçoado, níveis de estoque ideais e margens de lucro mais altas.

Ao utilizar as soluções de BI, as equipes de marketing e vendas podem melhorar a precisão de suas previsões e identificar a demanda sazonal, medicamentos de movimento lento, outliers e outras informações. Além disso, reduz os custos operacionais com a otimização do processo de gestão de vendas e ajuda a otimizar a colaboração e a troca de informações com clientes, fornecedores e parceiros.

“Vimos as demonstrações de 30 fornecedores de soluções de inteligência de negócios e não vimos nada desse calibre ainda. Esta é uma ferramenta de transformação de dados desenvolvida de maneira eloquente. Ficamos agradavelmente surpresos com a lógica por trás da demonstração”, revelou ao Semanário o presidente da Pfizer no Brasil, Carlos Murilo, a respeito das soluções de BI prestadas por Alexandre Bergmann à multinacional.

Ganhos para a garantia da qualidade

O Business Intelligence pode ser um reforço significativo para a garantia da qualidade na indústria farmacêutica. Ao aproveitar o poder do BI e análises, os laboratórios podem aproveitar as verificações de qualidade necessárias para garantir a entrega do produto com a melhor qualidade. As empresas farmacêuticas estão sob intensa pressão para expedir produtos para o mercado e, ao mesmo tempo, manter os custos baixos. É imperativo monitorar e gerenciar dados clínicos para conseguir isso.

Com os recursos analíticos das ferramentas de BI, torna-se fácil, segundo os especialistas, rastrear as informações fornecidas por testes clínicos e processos de pesquisa. Além disso, os insights obtidos com a implementação de BI permitem que as empresas farmacêuticas identifiquem tendências e inconsistências, bem como inspecionem os riscos durante o desenvolvimento e lançamento do produto.

De acordo com Alexandre Bergmann, as três áreas do negócio farmacêutico que são mais impactadas pelas soluções de inteligência de negócios são marketing, vendas e cadeia de suprimentos. No entanto, com conformidade variável, o BI está emergindo para ser uma virada de jogo para a indústria farmacêutica.

Os líderes de negócios estão procurando estratégias que enfatizem a aplicação de dados para enfrentar vários desafios de negócios. “É uma maneira da indústria farmacêutica usar essa tecnologia para reposicionar medicamentos, mostrando superioridade comparativa. Esses dados podem apoiar uma mudança no rótulo”, ponderou Bergmann.

Fonte: ICTQ

Sobre Ramires, F. A. Borja

Proficiência em Regras de Negócios e Tecnologia da Informação
Esse post foi publicado em Business Intelligence e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s