Precisamos de dados para gestão de pontos de venda

Gestores de pontos de venda precisam desenvolver uma série de competências e habilidades com o objetivo de fazer uma gestão inteligente e eficaz das operações de suas lojas e também das pessoas que compõem o time, especialmente do time de vendas.

A todo o momento os gerentes de loja precisam tomar decisões que impactam desde a compra de novos produtos até a abordagem ao cliente final. Essas decisões passam por reposição de estoque, entender como os produtos serão organizados e expostos no salão de vendas, selecionar as melhores campanhas e ofertas, estar atento às mudanças de comportamento do consumidor para promover ações que farão mais sentido para cada um dos clientes, dentre tantas outras.

É verdade que a depender do tamanho e estrutura da empresa, o gerente precisará tomar essas decisões em diferentes níveis, definindo o rumo do negócio ou seguindo normas e procedimentos claros e predeterminados. Mas independentemente do tamanho da empresa em que o gerente trabalha, sua habilidade analítica deve ser sempre muito bem desenvolvida, uma vez que é por meio da compreensão de como as estatísticas são formadas é que o gerente consegue dar orientações concretas ao time de vendas para impulsionar seus resultados.

Além de conhecer a fundo cada pessoa que compõe o seu time de vendas, tornando-os protagonistas de seus próprios resultados, o gerente deve ser capaz de transmitir com clareza para os vendedores quantos clientes precisam fechar vendas a cada semana, compor um mix de produtos e proporcionar opções que, combinadas, agreguem aos resultados da loja. O gerente precisa de ferramentas que demonstrem de forma dinâmica e inteligente os detalhes das vendas da loja e os resultados individuais de cada vendedor.

Munido das informações apropriadas, o gerente estará muito mais preparado para orientar o time no salão de vendas, após cada atendimento, em reuniões individuais e periódicas com cada um dos vendedores. Com maior clareza das informações, trabalhar um atendimento personalizado e único para cada cliente, reforçando os propósitos da marca, torna-se uma missão com alma, mas também com corpo e com a estrutura que todo negócio precisa.

Fonte: Mercado & Consumo

Sobre Ramires, F. A. Borja

Proficiência em Regras de Negócios e Tecnologia da Informação
Esse post foi publicado em Business Intelligence e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s